Perfume de Rosas, Marias e Avós

Às vezes os poemas estão em mim…forma de falar, gritar, chorar ou sorrir algo com um sentimento único. Assim eles saltam em palavras sortidas:

Perfume de Rosas, Marias e Avós

Hoje aguei as rosas do meu jardim lembrei a importância de um pedacinho de lugar florido e a atenção de alguém capaz de ajudar o outro a crescer…

Se penso que é o que podemos fazer por ela, Uma delas fez por mim…
Ontem em sonho e hoje, em preces, despedi-me de uma Rosa

Como minha avó Noemia  e, certamente, minha avó Socorro…
como minha vovóÇão, e uma tia avó Maria… Dona Rosamélia
alguém tão forte e frágil…capaz sustentar e perfumar roseiras inteiras

Nas lembranças de um canteiro bem cuidado, a avó de minha melhor amiga…
também  era, por mim, uma  avó escolhida…
Em minha infância e tantos momentos, sem esquecer de meu casamento,
relembro algo digno de um conto:

…vovó costurara meu vestido como, desde criança, me havia prometido e,
naquela manhã de domingo, a surpresa de outro imenso presente:
para não sujar a barra de rendas floridas, como quem solta pétalas e bênçãos para uma nova vida, Dona Rosamélia  varreu  todo meu caminho ao lado de seu jardim.

Anúncios